Black On Voice une artistas no Reggae Voice!

Na questão do negócio na música, o rap brasileiro é um bom exemplo para nós do reggae. Irmãos, o rap e o reggae tem muito a aprender um com o outro. Foi com esse espírito que Afreekadu idealizou a Black On Voice, uma iniciativa que tem como objetivo integrar e dar suporte à artistas com mensagem consciente na música reggae.

Inspirado nos famosos cyphers do Rap, a primeiro iniciativa da Black On Voice é o Reggae Voice, que une artistas em vídeo com um tema central. Inicialmente, o projeto terá uma sequência de três vídeos.

O primeiro deles foi lançado no último dia 24 de Janeiro e contou com a participação de Afreekadu, Likkle Jota, Regiane Cordeiro, Raggnomo e Igor Rolim. No primeiro vídeo da sequência os artistas falam sobre a liberdade de expressão. O poder de cantar a sua mensagem consciente no reggae, gênero que muitas vezes é escanteado por puro preconceito.

A produção musical foi assinada por Tootz Irie e Jr. Toaster. A direção de fotografia, edição e cor ficou por conta de Thiago Nascimento.

Ainda não sabemos quem são todos os artistas para o próximo vídeo da série Reggae Voice, mas já podemos afirmar que, sem dúvidas, é mais um projeto a engrandecer as iniciativas no reggae nacional. Pouco a pouco vamos aprendendo a profissionalizar a nossa arte. Assim poderemos tomar posse do que nos é de direito.

Reasonin’: Black On Voice por Afreekadu!

[RockersTime]Inicialmente, o que te instigou a criar a Black On Voice?

Afreekadu: “A iniciativa de criar a Black On Voice veio da necessidade dar mais possibilidades às vozes desprovidas de uma amplificação maior, que na maioria das vezes é preta. Também pela escassez de materiais audiovisual do movimento reggae no Brasil.

Tive a oportuniade de idealizar e, junto ao meu sócio João Prando(aka Likkle Jota), estamos realizando esse projeto. Essa ideia surgiu em 2016 em uma sessão de gravação da poetisa dub Carol Afreekana para seu primeiro EP, o Seso Wo Suban, colaboração com Jah Tallawah. Na ida ao primeiro Tawai Dub Festival, Likkle Jota e eu selamos a sociedade e fundamos a produtora.”

Porque escolheu o tema “Liberdade de Expressão” para o primeiro vídeo da série?

Afreekadu: “Escolhi este tema porque nos expressarmos como queremos é algo que ainda nao é totalmente assegurado a nós, seres humanos. Ainda existe uma censura velada! Por exemplo, como Chico Buarque na canção “Cálice”, que em parabolas disse a real sobre a época da ditadura. Isso foi algo que Raggnomo e eu conversamos. Ele inclusive ressaltou isso em seu verso.

Tema o qual cabe ao povo no geral! Essa é a intenção da série Reggae Voice, fazer o povo pensar.”

Falando em continuidade… Pode nos dizer qual será o tema do próximo vídeo e alguns dos artistas que estarão presente nele?

Afreekadu: “Yeah! Reggae Voice #2 vem com o tema de “Respeito às Diferenças”. Algumas vozes que estarão conosco é Sistah Mari, Gustavo Dread, I-Sarana, Red Lion e alguns outros…

Aproveito aqui para agradecer a Força maior, quem nos doa a Vida. Ao meu comparça nessa jornada, Thiago Nascimento, que a cada trabalho é notável seu empenho e evolução. Regiane Cordeiro, Igor Rolim, Raggnomo e Likkle Jota que acreditaram nessa ideia, somaram e se doaram para acontecer. Mr. Ites, Pangea Tunes, Tomaz Freitas e Mauro Rabelo, produtores musical do primeiro vídeo e todos vocês que deram atenção e dão suporte a nós e a todos que trabalham sério!”

black on voice-reggae voice-banner


Envie suas ideias e/ou sugestões de pauta para rockerstimenow@gmail.com

Leonardo Silva [Jah Leo]

Leonardo Silva [Jah Leo]

Iniciei minhas atividades no reggae ao ser um dos fundadores o Reggae pelo Reggae em 2012, onde atuei até Julho de 2016 como Diretor de Conteúdo. No começo dos estudos sobre reggae, me encantei com a cultura dos sistemas de som, fiz parte do Vietcong Promotion até que decidi construir o Leão Conquistador. Também fundei o Rockerstime e a Subcultura, loja online de discos de vinil que distribui para todo o Brasil.
Leonardo Silva [Jah Leo]